Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O que quer dizer ser madrinha?

por doinconformismo, em 18.09.18

A primeira vez que fui chamada madrinha foi na adoção de um gato. Isso mesmo, passei a ser madrinha de um Óscar, que é um senhor gato. Confesso que sou algo desnaturada e que o visito pouco, mas envio-lhe presentes de quando em quando e gosto de saber como está e o que faz.

Na segunda vez, o convite surgiu no caso de uma criança, filho de uns queridos amigos com quem não estou tanto tempo quanto quereria. Tive a sorte de partilhar o papel com uma querida amiga mas também neste caso, a presença física não é grande (resultado também de escolhas da família) mas o amor é enorme e as saudades apertam sempre.

Desta vez, a fasquia subiu consideravelmente e o convite chegou para ser madrinha de casamento. Madrinha de casamento! Isso quer dizer o quê, exatamente? Procuramos uma pessoa que arque com as principais despesas, como o vestido? Ou procuramos alguém que esteja sempre lá para nós? Ou, melhor ainda, premiamos alguém que queremos que continue ao nosso lado como sempre esteve, até porque não nos lembramos de ninguém que queiramos e em quem confiemos senão exatamente essa pessoa.

Na verdade, o papel de madrinha antes e durante a cerimónia pode consubstanciar-se em muitas responsabilidades e pode até misturar-se um pouco com o das damas de honor, mas para o resto da vida é muito claro: Estar lá. Aconselhar. Chamar à atenção. E é exatamente isso que eu planeio fazer, já planeava há muito. Como tenho feito. Tem sido um privilégio ver esta vida a crescer e desenvolver-se cada vez mais e nem por uma vez me tenho arrependido do investimento. Pelo contrário, tenho também eu aprendido e crescido.

Por isso, quando a pergunta chegou a resposta só podia ser uma, igual às anteriores: Yes! Vamos continuar a crescer juntas!!

madrinha.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever newsletter



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D