Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Que estilo de vida é este?

por doinconformismo, em 24.01.15

É estranho que apenas a violência nos países ricos ou supostamente civilizados arranca manifestações nas ruas ou comentários nos media.

É estranho como a morte de 12 pessoas em Paris fez correr tanta tinta e gastar tanto latim mas a morte de 2000 pessoas na Nigéria ou a violenta utilização de uma menina de 10 anos como bomba pouco mais arrancou do que um ai. Ou o ultra-violento castigo decretado sobre o blogger na Arábia Saudita que apenas por ter criticado o Islão terá de suportar um milhar de chicotadas, sem sequer se saber se resistirá às primeiras 50.

É estranho como há países inteiros a serem dizimados mas no dia a dia nem nos lembramos que esses países estejam no mapa.

É estranho como pessoas comuns são tão facilmente mobilizadas para uns propósitos e tão dificilmente para outros.

Mas que dizer então de pessoas com crenças assumidas?

Pessoas que acreditam em Deus e durante anos anunciam a sua crença mas em modo S. Tomás ("olha para o que ele diz e não para o que ele faz").

Pessoas e até comunidades que acreditam em Deus mas não tiram um minuto do seu tempo para lembrar os cristãos perseguidos pelo mundo fora, dizimados, torturados, a viver com medo porque não renunciam à sua fé.

E aqui nos países ocidentais onde também há problemas sim, mas em perspetiva talvez sejam bem menores, cada um olha para o seu umbigo e segue a sua vidinha como se tudo o resto não existisse. Que estilo de vida é este? Quando é que vamos ver a solidariedade a funcionar?

Vamos mudar isto hoje! Vamos lembrar-nos que a vida do nosso semelhante tem tanto valor como a nossa. Vamos fazer o que estiver ao nosso alcance para sermos corretos com todos, valorizarmos todos! O que é que já fizeste hoje para valorizar alguém?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever newsletter



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D