Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ainda sobre a PT

por doinconformismo, em 18.10.14

Agradeço a todos os que me incentivaram de alguma forma quando escrevi sobre a PT (no post abaixo deste). A todos quero dizer: a PT continua a ser uma grande empresa. Toda a inovação, toda a inteligência, toda a qualidade e capacidade dos quadros da empresa não desapareceu como num toque de mágica aquando da saída de notícias bombásticas ou sequer aquando da saída do então presidente da Oi, Zeinal Bava.

Sabemos o que fazemos, hoje como no mês passado, e continuamos a ser uma das maiores empresas em Portugal. É certo que a empresa hoje lida com uma situação de tesouraria diferente e tem que encontrar soluções para colmatar essas lacunas. Mas esse facto não retira inteligência, capacidade ou sequer vontade de fazer bem e nos superarmos vez após vez. E porquê?

Porque esta é a nossa empresa. É aqui que diariamente empenhamos o nosso esforço, a nossa capacidade intelectual e até emocional, o resultado daquilo que somos. E não recebemos apenas o salário ao fim do mês, mas recebemos também oportunidades de aprender, de crescer, de fazer amizades, de conhecer pessoas diferentes e até, para quem quiser abraçar projetos de solidariedade através da Fundação PT, de ajudar os outros e melhorar a vida dos outros à nossa volta. A PT é um mundo, é o nosso mundo. E não são notícias ou artigos de opinião que pretendem desfazer a projeção da empresa que nos deitam abaixo, nem sequer contos do bicho-papão que nos vai comprar, perdão, comer.

A PT continua a ter um EBITDA impressionante, continua a ter ativos valiosíssimos e a valer muitos mil milhões de euros. Não pensem por isso que a PT está morta ou sequer que caiu no tapete por knock-out. Continuamos a ter o respeito dos concorrentes e a gana que nos caracteriza e que nos permitiu estar sempre à frente do futuro, seja quando passámos da telefonia fixa para a banda larga, desta para a telefonia móvel, para a TV, para a fibra e para o LTE. Já não é a primeira vez que passamos por tempos difíceis (sim, reconheço que desta vez é diferente, mas posso enumerar quantas vezes no passado dissemos o mesmo e acabámos por nos sair bem) e por isso estamos cá para lutar, avançar e mostrar a fibra de que somos feitos.

Engane-se quem pensa que já ficámos para trás. Somos capazes de nos reinventar a cada dia e vamos mostrar isso mesmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever newsletter



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D