Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A vida é injusta

por doinconformismo, em 11.08.14

Aqui está algo que tento passar para os meus filhos o mais cedo possível: a vida é injusta. O facto de acontecerem coisas más a pessoas boas mostra isso mesmo. Mas claro, nós gostamos de racionalizar tudo, e encontrar explicação para tudo e lá nos descobrimos freneticamente a encontrar teorias e explicações para o filho de um amigo ter falecido ou para alguém que era "tão boazinha" ter ficado sem meio de subsistência. A verdade, no entanto, é só esta: Não há explicações, a vida é injusta para todos e ponto final.

 

Pronto, agora que esclarecemos esta parte vamos à parte importante: como é que cada um reaje à injustiça que lhe cai no colo?

 

Há quem fique preso a essa injustiça toda a vida (ex: "podia ter sido alguém na vida mas não tive oportunidades de estudar" ou "o meu pai era um homem muito mau, batia-nos todas as noites e eu nunca consegui ultrapassar isso"). São pessoas que, quer lhes tenha acontecido muito ou pouco, não conseguem ver o lado bom porque ficam revoltadas com algo que as cega e paralisa.

 

Há quem aceite sem pestanejar o seu destino ("a minha mãe adoeceu, vou ter que ficar a tomar conta dela o resto da vida") e se entregam a ele sem procurar mais nada, sem sequer questionar se há mais vida além disso, se há outra forma de resolver.

 

Há quem espere que caia um raio cósmico e resolva tudo ("se eu ganhasse o euromilhões...") e tanto espera que a sua vida continua por viver e passam os dias, meses, anos, e tudo fica igual ou pior.

 

E depois há aqueles que eu admiro e muito respeito, as pessoas que não romantizam nem tentam mascarar os acontecimentos mas que, aceitando-os, tudo fazem para mudar o curso dos acontecimentos. Seja uma doença ou redução das capacidades físicas, seja um problema financeiro, seja uma crise familiar, há pessoas capazes de mover o mundo inteiro para mudar o destino. E muitas vezes conseguem. Talvez não da forma como esperariam, mas o mundo à sua volta fica de tal forma transformado que é impossível algo não acontecer - ao seu redor e dentro de si.

 

Conheço quem tenha ficado sem nada e tenha começado tudo de novo, furando por onde desse para se sustentar a si e aos filhos.

Conheço quem tenha perdido familiares muito próximos, até um filho, e que tenha feito das tripas coração para fazer essa perda ter significado para si e para a comunidade.

Conheço quem lute contra uma doença durante anos, dando exemplos de vida diariamente a todos os que tentam ajudar.

 

Claro que eu não quero passar por nada disso, mas não posso deixar de me sentir tão pequenina e insignificante face àqueles que todos os dias mostram um sorriso rasgado e vão à luta quando têm todos os motivos do mundo para chorar. Nem posso deixar de dar aqui um exemplo que muito me tem marcado nos últimos tempos: A Nonô, uma menina de quatro anos a quem foi diagnosticado um Tumor Bi-Lateral de Willms. 

 

Visitem a página, coloquem o vosso like e vejam o seu magnífico sorriso. São sorrisos como este que me dizem que apesar das injustiças vale a pena continuar a lutar!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever newsletter



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D