Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Outra vez a decisão correta

por doinconformismo, em 04.02.15

Já tinha falado acerca da importância de fazermos o que está certo aqui. E como para mim é muito importante walk the talk, ou seja, ser coerente nas ações com o que falo (infelizmente uma qualidade cada vez mais rara), tenho tido nestas últimas semanas um desafio enorme: é que fazer o que sabemos que é correto raramente é extremamente agradável ou galardoador. E é por isso que há esta discussão, porque não raras vezes a ética se esconde debaixo de um manto de comodismo ou de um monte de desculpas como "não fazer ondas" ou "agora não é o momento" ou até "já não tenho idade/paciência/energia/resiliência para isto". E hoje seria tão cómodo para mim ser assim também.

Mas não. Tenho que perseguir até ao fim esta coisa da justiça, tenho que levar às últimas consequências aquela coerência a que me obrigo, e por isso vejo-me diante desse desafio como de uma fogueira. Sei que não vai ser fácil mas não posso recuar. Tenho medo de me queimar? tenho. Até de me chamuscar. Sei que a partir do momento em que entre nessa fogueira nada será como dantes. Mas não há outro caminho. É em frente e mais nada.

E por isso aqui estou eu, contemplando o que me espera, tomando um último fôlego antes de dar mais um passo em frente. Até parece a descrição retirada de um filme em que o herói desenvolve na sua cabeça um plano para salvar uma multidão, ou acabar com o inimigo de vez. Só que isto não é um filme, é a minha vida. No filme tudo acaba bem, na vida real temos que passar pelas situações para ver como acaba.

Vale a pena? Sem dúvida nenhuma. Nem sei viver de outro modo. Como canta o Ron Kenoly em Go Ahead If you're going through hell don't stop

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever newsletter



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D