Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mudar de vida

por doinconformismo, em 19.08.13

Conheço pessoas que passaram ao lado de uma grande carreira e hoje consideram ser tarde demais para pensar nisso.

Conheço pessoas que vivem atormentadas com a simples ideia de irem trabalhar, porque simplesmente não gostam do que fazem.

Conheço pessoas que em nome da sobrevivência (que às vezes não é mais que uma capa para a ambição sem limites) põem em causa os seus princípios e valores.

 

Porquê?

 

É verdade que estamos numa época complicada e que não há bons empregos aos montes. Nem sequer empregos mais ou menos aos montes.

É verdade que Portugal não tem história de auto-emprego e que a maior parte de nós prefere trabalhar por conta de outrem do que correr os riscos de ter o seu próprio negócio.

E tudo isso são razões, mas será razão para pormos em causa a nossa felicidade e até os nossos princípios?

Preferimos ter o último smartphone, o último tablet, as roupas das melhores marcas mas vivermos infelizes e não-realizados? Eu não!

 

É claro que não há bela sem senão, nem todos os dias são perfeitos e nem sempre faço o que me apetece, mas de forma geral gosto do que faço, sinto-me realizada, gosto das pessoas com quem trabalho e (considerando como toda a gente que poderia ganhar mais) não me queixo do salário. E no dia em que não for assim, estou fora.

 

Porquê?

Porque trabalhadores competentes, honestos e confiáveis têm sempre lugar em boas organizações. E não quero trocar a minha felicidade e ainda mais a minha boa consciência por qualquer outra coisa menos nobre.

 

Como já cantava o outro: Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever newsletter



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D