Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Conhecer alguém

por doinconformismo, em 09.03.14

Como é possível que se ouça de vez em quando alguém dizer que ao fim de tantos anos pensava que conhecia uma certa pessoa mas não a conhecia de todo?

Quando podemos ter a certeza que conhecemos alguém, além daquilo que é patente à primeira vista?

 

A verdade é que todos nós, mesmo os mais transparentes, mesmo que queiramos fazer-nos conhecidos, não temos a possibilidade de passar tudo o que somos para todos verem. Por isso acabamos por nos ir conhecendo uns aos outros em camadas, e para isso a chave é o relacionamento.

Podemos ler muito acerca de alguém, que isso não nos dá conhecimento completo da pessoa. Podemos ler o que essa pessoa escreve, que pode já se aproximar mais do seu íntimo. Mas para realmente conhecermos alguém temos que experimentar a sua presença, estarmos juntos em diversas situações, e em particular em situações adversas. É nos momentos difíceis que ficamos a conhecer-nos melhor a nós próprios e aos que estão connosco.

 

Quando começamos a agir em nome de alguém é bom que o conheçamos mais do que superficialmente, mais do que um nome apenas. E isto aplica-se a tudo, sejam pequenas decisões de âmbito familiar, delegação de trabalho ao nível profissional ou até quando a Igreja se move em nome de Deus. Porque quando não conhecemos bem a pessoa em nome de quem agimos, as suas expetativas, motivações e objetivos, e até a forma como essa pessoa quer ser conhecida, vai dar mau resultado. Se o meu marido quer um novo gadget mas em vez disso eu vendo todos os que temos em casa para podermos fazer uma viagem, não vai correr bem para o meu lado (sim, parece um exemplo disparatado, mas apenas parece). Se o meu chefe ou patrão querem resultados financeiros impecáveis mas eu invisto todo o orçamento em iniciativas que só dão resultado a longo prazo, não me vai correr bem. E que dizer da santa inquisição, das cruzadas e de outras iniciativas que tornam claro que de Deus nada havia a não ser um nome usado em vão?

 

E não é assim também nas amizades? Mesmo aquelas pessoas que nos cativam à primeira vista não devem ser conhecidas pelo que são? Como conhecê-las senão observá-las e investir tempo na sua presença?

 

Por outro lado, quando é que deixamos de conhecer uma pessoa? Observo muitas pessoas que vivem anos e anos lado a lado e não se conhecem, não conversam, não investem. Se calhar quando tiveram filhos habituaram-se ao trabalho e aos filhos e agora que estão sozinhos existe um vazio que já não sabem preencher. Ou se calhar têm outras coisas na cabeça, mas qual o objetivo de estarmos com alguém senão desfrutar da sua presença?

No dia em que deixo de investir num relacionamento, nesse dia fico a conhecer a pessoa um bocadinho menos. Se passarem muitos dias passa a ser como canta o Rui Veloso "e tu vinhas e falavas/falavas e eu não ouvia/e depois já nem falavas/e eu já mal te conhecia". Não vamos deixar que isso aconteça connosco, vamos investir tempo com os nossos amados e amigos hoje!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever newsletter



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D